Influxo de Coccothraustes

Ir em baixo

Re: Influxo de Coccothraustes

Mensagem por João Tomás em Qua Nov 01, 2017 8:41 am

Não sei se vale a pena criar outro tópico mas deixo aqui uma publicação do "Rare Bird Alert" sobre o "anormal" influxo de Coccothraustes coccothraustes no Reino Unido. 

avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 3606
Idade : 28
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Influxo de Coccothraustes

Mensagem por Gonçalo Elias em Qua Nov 01, 2017 8:50 am

bom mas eles no RU são residentes, como é que esta frequência compara com os anos normais?
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20600
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Influxo de Coccothraustes

Mensagem por João Tomás em Qua Nov 01, 2017 9:05 am

Gonçalo Elias escreveu:bom mas eles no RU são residentes, como é que esta frequência compara com os anos normais?

Pois não sei bem como comparar. Também é uma espécie invernante no RU e penso que eles querem dizer que este ano parece haver um maior número de registos de aves invernantes. Aliás, bate certo com o que me disseram há uma semana atrás (alguém de lá Smile ). Agora, será responsável pelo aumento de registos deste ano em PT (não deixo os gráficos bonitos à Gonçalo mas há um aumento de observações este ano face aos últimos 2-3)?
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 3606
Idade : 28
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Influxo de Coccothraustes

Mensagem por pedro121 em Qua Nov 01, 2017 10:55 am

Gonçalo Elias escreveu:bom mas eles no RU são residentes, como é que esta frequência compara com os anos normais?

Faz a analise usando o eBird
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 12031
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Influxo de Coccothraustes

Mensagem por Gonçalo Elias em Qua Nov 01, 2017 11:59 am

pedro121 escreveu:Faz a analise usando o eBird

Shocked


avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20600
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Influxo de Coccothraustes

Mensagem por pedro121 em Qua Nov 01, 2017 12:05 pm

Ahh pois é bebé. Smile
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 12031
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Influxo de Coccothraustes

Mensagem por Gonçalo Elias em Qua Nov 01, 2017 12:06 pm

A questão que se coloca é esta: de onde é que está a vir esta bicharada toda?
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20600
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Influxo de Coccothraustes

Mensagem por pedro121 em Qua Nov 01, 2017 12:35 pm

Gonçalo Elias escreveu:A questão que se coloca é esta: de onde é que está a vir esta bicharada toda?

Eles não fizeram uma analise sobre isso no Uk, acho que estavam a vir da russia, não? mas não tenho a certeza.

Já agora, em relação às estrelinhas, que tal fazer uma analise em outros países para ver se o movimento é local ou geral.
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 12031
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Influxo de Coccothraustes

Mensagem por Gonçalo Elias em Qua Nov 01, 2017 12:43 pm

As estrelinhas ok, no tópico respectivo.

Quanto aos coc coc este gráfico tem uma coisa muito estranha: eu pensava que eles no UK eram residentes, pelo menos em parte, mas olhando para os gráficos vemos que não há registos em Setembro. Mais: se em vez dos últimos 5 anos metermos os anos todos continua a não haver registos em Setembro. Weird...
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20600
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Influxo de Coccothraustes

Mensagem por pedro121 em Qua Nov 01, 2017 1:10 pm

Gonçalo Elias escreveu:As estrelinhas ok, no tópico respectivo.

Quanto aos coc coc este gráfico tem uma coisa muito estranha: eu pensava que eles no UK eram residentes, pelo menos em parte, mas olhando para os gráficos vemos que não há registos em Setembro. Mais: se em vez dos últimos 5 anos metermos os anos todos continua a não haver registos em Setembro. Weird...

Eu tenho ideia que a população é pequena e localizada.
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 12031
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Influxo de Coccothraustes

Mensagem por pedro121 em Qua Nov 01, 2017 1:14 pm

Ok, estive a ver o mapa para Maio-Agosto são localizados e provavelmente com uma população pequena
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 12031
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Influxo de Coccothraustes

Mensagem por Gonçalo Elias em Qua Nov 01, 2017 1:39 pm

Sim, pequena mas é preciso salientar que levaram uma grande cacetada nos últimos 40 anos.

Em anexo os mapas dos três atlas de nidificantes que já foram feitos lá







avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20600
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Influxo de Coccothraustes

Mensagem por João Tomás em Qua Nov 01, 2017 2:39 pm

Gonçalo Elias escreveu:A questão que se coloca é esta: de onde é que está a vir esta bicharada toda?

Quem me disse pessoalmente falou na Escandinávia mas a Rússia também deverá ajudar neste influxo.

Gonçalo Elias escreveu:Sim, pequena mas é preciso salientar que levaram uma grande cacetada nos últimos 40 anos.

Sim, a população sofreu um drástico declínio nas últimas décadas. Daí, neste momento o observar um bando com mais de 2-3 aves seja muito muito "estranho", positivamente falando, para o pessoal do RU Smile 

A questão é, o que estará a levar a este influxo? E será que estas aves se estão a dirigir para sul? Será que o aumento em PT tem algo a haver com este influxo no RU? Em princípio terá, não?
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 3606
Idade : 28
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Influxo de Coccothraustes

Mensagem por Paulo Lemos em Qui Nov 02, 2017 2:02 am

E será que os coc são realmente residentes no UK? Todos da população nidificante? Há info sólida sobre isso? É que Setembro...

Bem, se o tal "influxo" inclui aparentemente várias espécies distintas e de exigências incomparáveis? Se não há motivo à vista (clima por exemplo) é no mínimo assustador.
(Hitchcock movies, tiririri tiririri, ups olha a seriedade Very Happy).

Ou será fascinante...

Não é novidade para o conhecimento que as aves empreendem movimentos diurnos, em relações interespecificas, mas talvez o seja quanto às manifestações que podem tornar-se possíveis. Já aqui falei disto.
Talvez difícil encontrar "motivo" que justifique todos os casos observados, e sobretudo a origem do comportamento (talvez "obsoleto" hoje em dia), mas parece haver muito por saber do comportamento social das aves. Já testemunhei a pequena escala movimentos partilhados pelas aves, não só relações interespecificas que incluem vocalização especial, em aves residentes vizinhas, como também movimentos "migratórios" menos comuns para certos passeriformes, e de facto as aves exibem comportamento marcadamente "anormal" nesses casos. Como se "ondas" se gerassem afectando várias espécies (por exemplo nos movimentos juntam-se chapins, estrelinhas e tb Fringilideos de passagem + ou - ruidosa). Quem testemunhou, percebe o que quero dizer. Até algumas das residentes sentem-se impelidas a seguir a onda das aves que passam, ou pelo menos entram numa excitação para além de meramente vocal, inibindo completamente a territorialidade. Cada espécie no seu "nicho", por vezes grupos mais coesos (ou monoespecificos), no grande grupo que pode ter tantas aves que demora minutos ou hora a passar.
Poderá gerar-se isto a grande escala, a partir de, ou por, algumas espécies? Sem motivo? Por algum "erro", engano? Que ainda assim pode ser despoletado, de algum modo por acaso?

Já testemunhei nos 70s uma concentração de passagem, de varias espécies tão distintas, de um grupo tão mais "simples" que é o Odonata, e ainda assim tão espectacular no que diz respeito ao comportamento e notórias diferenças entre outras passagens comuns "de migração", que nem sei o que pensar das aves, seres mais complexos, apesar de menos antigos.

Talvez não, ou talvez sim, valha a pena observar melhor a comportamental destas aves. Enquanto não se sabe mais nada.

Quanto somente às entrelinhas, hum... já aconteceu durante vários anos, senão todos mas falhei o "evento" nalguns (até devo ter registados) que nesta época do ano vêem-se bastantes no Oeste, durante uns 2-3 dias ou pouco mais (mas mesmo muitas, observáveis de cada vez, em pontos de toda a região que se visitem), e depois "desaparecem". Durante o dia, vão se alimentando de passagem, movimentando-se aparentemente para sul preferindo sobreiros e pinheiros e fazem-se ouvir (diria que contagiam os chapins a vocalizar também e talvez segui-las, pontualmente). Não querendo dizer que as observadas no cabo carvoeiro não se devam a influxo "anormal", mas acho "normal", ou pelo menos já aconteceu, observação de dezenas em pouco tempo ou mesmo simultaneamente.
Se continuar por mais dias, talvez já não seja "normal", ou espectável...
Outro detalhe é a "sorte" também influi, pois variam localmente os números (de bicicleta consegue-se perceber isso a curto prazo).
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1656
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Influxo de Coccothraustes

Mensagem por Paulo Lemos em Qui Nov 02, 2017 11:44 am

Entretanto, tenho reparado num aumento de observações das seguintes espécies, em concentração realmente superior à normal alguma vez observada em zonas arborizadas entre Nazaré e Peniche: Tentilhão comum (superior ao normal observável nesta época), coruja do mato (e grandes lutas), Asio otus (no total de 18 observações, caçando expostas em zonas perto de zonas de urbanizações, espaçadas entre si), pica-pau-malhado, melro e chapim real por toda a parte. A densidade destas aves em ecossistema semelhante ao pinhal de Leiria, nesta área mais a sul (hoje área em forte regressão desde há 6 anos), sempre foi inferior à do "pinhal de Leiria na sua generalidade desde a Nazaré para cima.

Nas beiras (litoral e baixa), há semanas vi algumas destas e outras espécies "residentes" teimarem nos seus territórios destruídos, dias após o fogo, e não sei quantas insistiram fatalmente (mas será isso possível?). Muitas terão sobrevivido ao fogo e à destruição de habitat. Neste ultimo fim de semana havia mesmo "demasiadas" aves, mais do que o normal, sobretudo gralhas-pretas e buteos que até nem costumam ser comuns nalgumas localizações.

Haverá na minha opinião, este ano, vários factores a afectar a observação de espécies em Portugal. Tanto residentes como migradoras?
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1656
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Influxo de Coccothraustes

Mensagem por Paulo Lemos em Qui Nov 02, 2017 12:05 pm

O Asio otus também é ocorre como migrador no nosso país, certo?
avatar
Paulo Lemos

Número de Mensagens : 1656
Local : Caldas da Rainha
Data de inscrição : 29/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Influxo de Coccothraustes

Mensagem por PNicolau em Qui Nov 02, 2017 12:23 pm

Já chegaram a Lanzarote. Gonçalo, já podes passar para aqui as outras mensagens Smile
avatar
PNicolau

Número de Mensagens : 5785
Idade : 24
Local : Lisboa
Data de inscrição : 28/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Influxo de Coccothraustes

Mensagem por pedro121 em Qui Nov 02, 2017 12:27 pm

Paulo Lemos escreveu:O Asio otus também é ocorre como migrador no nosso país, certo?

Sim, é um migrador, mas não é muito fácil perceber isso dados os seus hábitos.
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 12031
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Influxo de Coccothraustes

Mensagem por João Tomás em Qui Nov 02, 2017 1:19 pm

Engraçados os mapas de distribuição do mês de outubro de 2016 e 2017 para a Península Ibérica Smile

2016 - http://ebird.org/ebird/portugal/map/hawfin?neg=true&env.minX=-14.718092831250033&env.minY=32.83869738490516&env.maxX=15.296555606249967&env.maxY=42.484811988167294&zh=true&gp=true&ev=Z&mr=on&bmo=10&emo=10&yr=range&byr=2016&eyr=2016

2017 - http://ebird.org/ebird/portugal/map/hawfin?neg=true&env.minX=-16.893385800000033&env.minY=34.84599111922268&env.maxX=13.121262637499967&env.maxY=44.2418086676802&zh=true&gp=true&ev=Z&mr=on&bmo=10&emo=10&yr=range&byr=2017&eyr=2017
avatar
João Tomás

Número de Mensagens : 3606
Idade : 28
Local : Batalha
Data de inscrição : 26/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Influxo de Coccothraustes

Mensagem por Gonçalo Elias em Qui Nov 02, 2017 1:35 pm

PNicolau escreveu:Já chegaram a Lanzarote. Gonçalo, já podes passar para aqui as outras mensagens Smile

Feito. Passei tudo o que não tinha a ver com os pyrrhulas mas algumas mensagens poderão parecer um pouco fora de contexto...
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20600
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Influxo de Coccothraustes

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum