alarme de femea de accip nisus

Ir em baixo

alarme de femea de accip nisus

Mensagem por Convidad em Qua Jul 27, 2011 5:45 pm

não liguem á filmagem, mas sim ao som!
Cumps


Última edição por nuno mota em Qui Ago 04, 2011 10:42 am, editado 1 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: alarme de femea de accip nisus

Mensagem por Simon Wates em Qua Jul 27, 2011 8:28 pm

Eu estava para comentar absolutamente nada, mas eu acho esta gravação quer dizer que a "observador" estava a causar esta alarma. Não é minha maneira de conhecer aves e esta vídeo não tem nada para ciência - então não pode ser justificada. Os fotos das rapinas juvenis, adultos perto e dentro do ninho também são da pouca qualidade (realmente!) e não trazem benefícios para ninguém, menos as aves. Só se calhar para receber comentários das fotos - que tristeza.

Não consigo ser delicado relativo este assunto - para mim vá contra as éticas e os princípios de observador da natureza.

Não se justifica - acho muito egoísta e não vou comentar mais no assunto.
avatar
Simon Wates

Número de Mensagens : 746
Idade : 56
Local : Lagos
Data de inscrição : 20/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: alarme de femea de accip nisus

Mensagem por Convidad em Qui Jul 28, 2011 4:39 am

Tens toda a razão Simon, mas não fiques com a ideia de que "montei ali acampamento", foi chegar, ver e sair só que gravei o som. Mas fui realmente eu o causador do alarme e contra factos não há argumentos.... tens toda a razão.

Simon Wates escreveu:Eu estava para comentar absolutamente nada, mas eu acho esta gravação quer dizer que a "observador" estava a causar esta alarma. Não é minha maneira de conhecer aves e esta vídeo não tem nada para ciência - então não pode ser justificada. Os fotos das rapinas juvenis, adultos perto e dentro do ninho também são da pouca qualidade (realmente!) e não trazem benefícios para ninguém, menos as aves. Só se calhar para receber comentários das fotos - que tristeza.

Não consigo ser delicado relativo este assunto - para mim vá contra as éticas e os princípios de observador da natureza.

Não se justifica - acho muito egoísta e não vou comentar mais no assunto.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: alarme de femea de accip nisus

Mensagem por jheitor em Qui Jul 28, 2011 5:24 am

ainda não vi o video porque onde estou não dá para ver... mas é meio caminho andado o nuno assumir que realmente foi o causador ,e no momento pensou em registar e não pensou em mais nada ... da proxima esperemos que tenha mais cuidado ....


_________________
cumprimentos José Heitor
minha galeria: http://500px.com/jheitor
no flikr : http://www.flickr.com/photos/75903801@N07/
project noah: http://www.projectnoah.org/users/jheitor
olhares : http://olhares.sapo.pt/jheitor1963/
National Geografic ; http://yourshot.nationalgeographic.com/profile/1032967/
avatar
jheitor

Número de Mensagens : 11692
Idade : 55
Local : cacem
Data de inscrição : 25/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: alarme de femea de accip nisus

Mensagem por Gonçalo Elias em Qui Jul 28, 2011 7:38 am

A fotografia de ninhos não se encontra regulamentada em Portugal.

No entanto, no Reino Unido existe legislação específica relativamente a esta matéria.

Neste contexto, creio ser útil darem uma leitura neste documento do RSPB que explica quais os cuidados a observar se houver intenção de fazer fotografia de ninhos.

Fonte: http://www.birdimages.co.uk/files/documents/BIRDPHOT_tcm5-43180.pdf



avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20628
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: alarme de femea de accip nisus

Mensagem por barrento em Qui Jul 28, 2011 9:30 am

É claro que a segurança das aves deverá estar sempre em primeiro lugar. Se for só para ter apenas mais uma foto... Às vezes quando se fala deste tópico as pessoas pensam que a fotografia é só para ter mais uns cromos na caderneta e, de facto, é como a maioria das pessoas está na fotografia de animais.

Mas também lembro as imensas coisas que a fotografia desvendou para a biologia, contributos fundamentais para a conservação das espécies: descobertas de novas espécies, comportamentos, interacções, etc, etc, que de outra forma não seriam conhecidos. Por exemplo, para quem não sabe, só fotografando os ninhos dos cucos é que se conseguiu perceber a maioria das coisas que hoje se sabem sobre a espécie e o seu comportamento. E essas fotos foram feitas há muitos anos (ainda no século XIX! (salvo erro) por um fotógrafo e curioso naturalista e não por biólogos.

Depois há a componente de educação ambiental. Quantos de nós não estamos nestas coisas dos bichos pela fotografia (e documentários) da natureza? E os jovens? Eu faço educação ambiental há sete anos e sei o impacto que as minhas fotos têm para aquelas centenas (às vezes milhares) de crianças por ano, ao ponto de ter de aumentar a duração das aulas para responder às perguntas dos miúdos sobre a nossa fauna e as fotos que viram.

Quanto aos ninhos propriamente ditos, tento não perturbar, especialmente quando há ovos. Não sei se isto tem algo de científico, mas lembro-me dos antigos referirem que esta altura (dos ovos) é quando as aves enjeitam com mais facilidade e, pelos casos que vou conhecendo, parece ter algum fundamento.

Já falei várias vezes do caso do Mocho-de-orelhas, em que alguém para o fotografar cortou os ramos à frente do buraco do ninho e a ave enjeitou. Eu nunca corto ramos, no máximo chego-os para o lado com uma corda, e depois da sessão, volto a colocar as coisas no lugar (o que só fiz com espécies pequenas, passeriformes, e mais habituadas aos humanos). Fotografei aquele ninho 5 anos e nunca tinha havido problemas: saíam sempre duas ou três crias a voar.

Há também o caso da Bonelli. Já fui criticado por isso, mas as fotos (e vídeos) provam que as aves estavam calmas, que não deram pela minha presença (ou se deram, toleraram). E não me limitei ao ninho, acompanhei a saída e desenvolvimento das duas crias, o que prova que não as prejudiquei minimamente. É claro que, tratando-se de uma espécie mais “problemática” tive de usar medidas drásticas. A aproximação ao ninho (que descobri por acaso, embora depois tenha percebido que já era sobejamente conhecido) foi feita durante várias semanas, sempre com abrigo e tentando perceber o possível incómodo para as aves. Às vezes avançava o abrigo (de noite, sempre!) não mais de um ou dois metros em relação ao dia anterior. A entrada no abrigo é sempre feita de noite e a saída também.

Se formos conscientes e cuidadosos, a perturbação fotográfica pode ser tão pequena ou menor (e simultaneamente tão importante) que a anilhagem ou a recolha de sangue de espécies no ninhos. Convém não ser fundamentalista. Tem é de se ser consciente e “profissional” (dá trabalho e despesa) e não chegar ali e fotografar a qualquer preço.
avatar
barrento

Número de Mensagens : 624
Idade : 50
Local : Alcobaça
Data de inscrição : 22/06/2007

http://www.barrento.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: alarme de femea de accip nisus

Mensagem por PauloMFPires em Qui Jul 28, 2011 11:18 am

De uma forma ou outra, o tópico teve muita utilidade. Possivelmente muitos de nós teria a mesma reacção ( ou não ).

Já tinha lido umas recomendações do user Faísca acerca dos ninhos precisamente num forum de fotografia.

De rapina só vi mesmo um vazio, e tenho quase a certeza da existência de dois. Mas sinceramente serão locais que deixo reservado a eles, e só os observarei de uma longa distância para perceber quais os outros locais habituais ( caça.. etc ).

Como amante da fotografia e da natureza, por "natureza própria", evito perturbar os animais , excepto naquelas situações de encontros imediatos de 3ª grau, e a titulo de exemplo, quando as aves caçam ou comem, evito andar a persegui-las de arvore em arvore e já perdi muita foto por achar que estou a interromper o ciclo de algo ( ok, admitamos que muitas vezes fico é de boca aberta a apreciar Very Happy )

BTW, não existe uma secção/tópico para abordagem a este tema? Se não existe era de todo útil.




PauloMFPires

Número de Mensagens : 79
Idade : 40
Local : Pombal
Data de inscrição : 03/07/2011

http://pmfpires@hotmail.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: alarme de femea de accip nisus

Mensagem por RuiCaratao em Qui Jul 28, 2011 12:15 pm

Tambem me faz alguma confusão e me preocupa seriamente, esta nova moda da fotografia das aves, porque não sei até que ponto muitas pessoas são capazes de ir so para obter uma foto, muitas poderão ter consciência que a perturbação, pode ser muito prejudicial na época de reprodução, outras poderão não ter essa percepção, e outras poderão nem se importar desde que obtenham a foto.

Eticamente e talvez para não incentivar a fotografia de aves no ninho, nunca exponho no forum ou em qualquer outro espaço fotos de ninhos com ovos e crias, e tenho umas quantas, tiradas sempre em circunstâncias validas para uma ida ao ninho, seja para anilhar as aves, ou confirmar posturas quando o trabalho de campo assim o exige.
Mesmo a confirmação de incubação e crias no ninho é sempre preferivel quando feita de longe com um telescopio, sem importunar as aves.
Claro que situações de encontros imediatos acontecem, e aí sim, é inevitavel a perturbação.

Talvez a reação do Simon tenha sido exagerada para uns, mas pessoalmente tambem partilho da opinião dele.....

Espero que o Nuno Mota tenha consciencia se causa muita ou pouca perturbação, que tente ir o menos numero de vezes à área dos ninhos, porque não vamos ser nós que o vamos proibir, e tambem não vale a pena provocar uma discussão.... porque ninguem ganha nada com isso.


avatar
RuiCaratao

Número de Mensagens : 1283
Data de inscrição : 11/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: alarme de femea de accip nisus

Mensagem por Gonçalo Elias em Qui Jul 28, 2011 1:55 pm

Olá a todos,

Em complemento à mensagem anterior, parece-me oportuno colocar aqui a legislação que regula a perturbação sobre as aves - trata-se do Decreto-Lei n.º 140/99 de 24 de Abril (coloco apenas os artigos relevantes para a questão em apreço):

Artigo 2.°
Âmbito de aplicação
1- As disposições do presente diploma aplicam-se:
a) A todas as espécies de aves que ocorrem naturalmente no estado selvagem no território nacional, incluindo os seus ovos e ninhos;
(...)

Artigo 11.°
Espécies animais
1 - Com vista à protecção das espécies animais constantes do anexo B-IV e das espécies de aves que ocorrem naturalmente no estado selvagem no território nacional, referidas na alínea a) do n.° 1 do artigo 2.°, é proibido:
a) Capturar, abater ou deter os espécimes respectivos, qualquer que seja o método utilizado;
b) Perturbar esses espécimes, nomeadamente durante o período de reprodução, de dependência, de hibernação e de migração, desde que essa perturbação tenha um efeito significativo relativamente aos objectivos do presente diploma;
c) Destruir, danificar, recolher ou deter os seus ninhos e ovos, mesmo vazios;
d) Deteriorar ou destruir os locais ou áreas de repouso dessas espécies.
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20628
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: alarme de femea de accip nisus

Mensagem por António A Gonçalves em Qui Jul 28, 2011 4:22 pm

Boas,

Este assunto é recorrente e para mim (e penso que para todos) resume-se ao bom senso/consciência ou falta dela, por parte de quem observa, estuda ou faz fotografia animal. A única questão é objectivar e legislar sobre esse bom senso.
Claro que admito que há uma propensão maior, por parte de quem quer tirar uma boa foto, para chegar mais perto e para isso por vezes usa subterfúgios a maior parte das vezes polémicos (recurso a cantos, aproximação a ninhos, construção de abrigos, recurso a alimentos, deslocação a áreas isoladas, abrindo caminho a outros que talvez não partilhem do mesmo respeito pela natureza) mas não se trata de um procedimento exclusivo de quem faz fotografia. Cada vez mais há quem utilize este grande aumento de amantes de fotografia ou observação animal, para criar empresas que organizam saídas de campo, workshops, etc, bem pagos.
Muito antes de ter uma máquina fotográfica, tive a possibilidade de ter uns binóculos e considero-me mais um observador que gosta de fazer registos fotográficos. Se esses registos puderem ter alguma qualidade fico contente, mas não são o que me move.

Penso que nos dias de hoje já é muito difícil acrescentar conhecimento científico através da fotografia (pelo menos em Portugal), como no exemplo apresentado do século XIX, mas admito que uma boa foto é um excelente contributo para o conhecimento e divulgação de uma espécie.

Por outro lado o estudo científico das espécies como único argumento para validar as intrusões no meio natural, não me faz sentido e é elitista. Afinal, a natureza é para ser usufruída e respeitada por todos e não apenas um objecto da ciência.

Quando miúdo, fazia-me muita confusão, que o estudo científico de uma espécie para efeitos da sua protecção, justificasse a sua captura ou mesmo a sua morte e dissecação. Tudo o que sei sobre as aves, tenho que agradecer ao estudo científico. No entanto,ainda hoje em dia, em situações como quando estive numa sessão de anilhagem de limícolas (em Maio), em que na 1ª ida à rede encontrámos uma fêmea de Charadrius alexandrinus morta, não consigo evitar pensar, se esse trabalho justificaria (mesmo que as mortes sejam 1 em 1000 capturas), que o macho tenha ficado sem quem o substitua, no acompanhamento das crias/ovos, na manhã seguinte.

Penso que há lugar para a fotografia, para o estudo e para o lazer na natureza, e por mais que tentemos justificá-la, a nossa intrusão será sempre de base egoísta.

Claro que por vezes ultrapassamos um pouco os limites e é sempre bom que nos chamem a atenção: ainda há alguns meses encontrei o Simon Wates em Castro Verde, quando acabava de passar uma vedação para subir uma colina para tentar ver para onde estavam a passar em voo contínuo bandos de Pterocles orientalis. Claro que me chamou a atenção, (como eu eventualmente chamaria a alguém que julgasse pôr em risco as aves), de que não era aconselhável andar pelos campos na altura de nidificação. Concordei que tinha sido um excesso meu, mas se em vez de levar os binóculos e a máquina fotográfica ao pescoço, eu levasse apenas os binóculos e alegasse estar a fazer um trabalho científico e o desaconselhasse a levar turistas para aquela área, provavelmente nunca me chamaria a atenção. Lol

É uma temática sensível e esta é apenas a minha opinião.

António A Gonçalves

Número de Mensagens : 476
Local : Sintra
Data de inscrição : 26/06/2008

http://www.flickr.com/photos/antoniogonalves/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: alarme de femea de accip nisus

Mensagem por barrento em Qui Jul 28, 2011 4:51 pm

António A Gonçalves, concordo com quase tudo. Só acrescentaria que aquilo que se pode descobrir com a fotografia (mais ainda, provavelmente, com o vídeo) é ainda muito: há espécies que só são “vistas” pela primeira vez em fotos (em Portugal será mais difícil, sim), mas a nível comportamental pode-se evoluir muito no conhecimento e conservação das espécies.
Por exemplo, acompanhei um casal de aves (incluindo na época de nidificação) durante meses, quase diariamente, e pude constatar que a sua alimentação era substancialmente diferente de estudos realizados com esse mesmo casal, o que poderia ser muito importante para eventuais repovoamentos de presas...
avatar
barrento

Número de Mensagens : 624
Idade : 50
Local : Alcobaça
Data de inscrição : 22/06/2007

http://www.barrento.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: alarme de femea de accip nisus

Mensagem por Convidad em Qui Jul 28, 2011 5:58 pm

Boa noite, eu já observo estas rapinas ha alguns anos só não tinha máquina fotográfica. Este ano comprei uma pequena bridge e nas duas a tres visitas que faço, tiro algumas fotos para posteriormente anotar num caderno de observações e não passar nenhumas datas uma vez que são bastantes ninhos. Nestas visitas muito breves, que acontecem para confirmar nidificação, verificar presença de juvenis e abandono do ninho e consequentemente reprodução com sucesso, guio me por um livro que na minha opinião trata muito bem deste tema, escrito por Guy Joncour, intitulado L`Epervier d Europe sobre um estudo da população de accip nisus na Bretanha. Neste livro ha um capitulo que fala de fotografos e na diferença entre registar uma observaçao e sair do local e permanecer por longos periodos de tempo nas imediações do ninho. Posso dizer que na minha area os Accip gentilis por exemplo em oito ninhos só dois casais é que mudaram de ninho de ano para ano e para muito próximo do ninho antigo, todos os outros nidificam no mesmo ninho e teem criado a sua prole com sucesso ha varios anos.
Mas mais uma vez, é claro que existe sempre perturbação quando alguém se aproxima de um ninho de uma ave timida e desconfiada como esta.
Cumprimentos

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: alarme de femea de accip nisus

Mensagem por ACarvalho em Sex Jul 29, 2011 8:04 am

Vi este video, quando ainda não havia qualquer comentário.
Comentando o video que vi (e todos nós vimos o mesmo):
Tem a duração de 90 segundos, procuram localizar as aves à distância, são localizadas, focadas, identificadas e acaba o video. (os animais nem fugiram nem practicamente se mexeram). Não é possível saber qual o local do ninho, pois só se vê um eucaliptal, sem nada que identifique a zona sequer.
1º - Creio já ter ouvido este som no campo e não sabia o que era (acho um pouco parecido com o Picus viridis), na altura não consegui identificar de onde vinha o som. Já devia ter ouvido esta gravação antes, pois para mim que já fiz trabalhos de Atlas de Aves Nidificantes, assim como outros membros presentes neste forum e até neste tópico, é de extrema importância estes conhecimentos, sobretudo para espécies dificilmente detectadas à vista.
O que posso por em causa é a presença deste video no Youtube. Acho que a identificação deste grito de alarme devia ser mais reservado, e não para conhecimento geral, pois há pessoas que podem usar este conhecimento para actos incorrectos.
2º - Os gritos de alarme são usados, quando é detectada uma possível ameaça. Neste caso não houve ameaça nenhuma. Os animais ficaram atentos, mas não manifestaram incomodo sequer. Onde estavam, ficaram.
3º - Este tópico, foi colocado na Galeria. Um local para partilhar fotos de aves, embora também hajam videos. Para mim que aqui partilho fotos, pretendo que estas sejam comentadas. Aceito todos os comentários sinceros e críticas construtivas. Assim o faço às fotos dos outros membros e assim pretendo que façam a mim. Respeito para ser respeitado. Dizer mal por dizer, sem qualquer fundamento, não aceito.
4º - A meu ver é incorrecto pagar o justo pelo pecador.
5º - Muita coisa feita por cientistas em nome da ciência, não devia ser justificada. Como se tem visto pela história. Algumas coisas feitas hoje em nome da ciência, mais tarde pode ser comprovado tratar-se apenas de algo negativo, completamente injustificado e retrógrado.

Acho, que as várias mensagem deram um contributo muito positivo a este tópico.
Espero que a minha também.

avatar
ACarvalho

Número de Mensagens : 638
Idade : 51
Local : Lisboa
Data de inscrição : 11/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: alarme de femea de accip nisus

Mensagem por pedro121 em Sex Jul 29, 2011 8:17 am

ACarvalho escreveu:
2º - Os gritos de alarme são usados, quando é detectada uma possível ameaça. Neste caso não houve ameaça nenhuma. Os animais ficaram atentos, mas não manifestaram incomodo sequer. Onde estavam, ficaram.


Embora concorde com varias das coisas referidas, neste caso as crias terem ficado quietas perante uma possivel ameaça é uma questão tatica, são varias as especies em que os juvenis "congelam" perante uma possivel ameaça confiando na camuflagem para se safarem, não querendo dizer necessariamente que não estão incomodados.
avatar
pedro121

Número de Mensagens : 12067
Idade : 43
Local : Obidos
Data de inscrição : 14/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: alarme de femea de accip nisus

Mensagem por ACarvalho em Sex Jul 29, 2011 8:48 am

pedro121 escreveu:...Embora concorde com varias das coisas referidas, neste caso as crias terem ficado quietas perante uma possivel ameaça é uma questão tatica, são varias as especies em que os juvenis "congelam" perante uma possivel ameaça confiando na camuflagem para se safarem, não querendo dizer necessariamente que não estão incomodados.

Certo. No entanto não vejo grande incomodo neste caso. Acho que qualquer um de nós respeitadores da natureza, não teria feito melhor. E creio que nenhum teria feito muito diferente do que ele fez. A diferença é que ele levou uma máquina de filmar. Provávelmente uma máquina fotográfica na altura demoraria até mais tempo a ajustar.

Interpretei, como o Nuno Mota, depois confirmou.
nuno mota escreveu:... não fiques com a ideia de que "montei ali acampamento", foi chegar, ver e sair só que gravei o som. Mas fui realmente eu o causador do alarme e contra factos não há argumentos....
[/quote]

Tenho a certeza, que logo de seguida abandoraram o local e não houve qualquer dano, consequência ou prejuízo.

avatar
ACarvalho

Número de Mensagens : 638
Idade : 51
Local : Lisboa
Data de inscrição : 11/06/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: alarme de femea de accip nisus

Mensagem por jheitor em Sex Jul 29, 2011 9:56 am

só mais uma dica ha aves que basta serem incomodadas duma maneira um pouco mais forte para deixarem o ninho em contrução, ou até mesmo ja no chôco e não voltam mais...
ainda trablhei no campo durante os meus primeiros anos de trabalho... e só por passar junto ao ninho sem dele saber e descobri-lo por sair a ave de repente junto a mim... e muitos assim ficaram porque a ave nunca mais voltou.... aves confiavés:: chapins pardais, rabi ruivo, chamaris , pintassilgos, carriça, andorinhas, galinha de agua, são aves muito toleravéis conosco..... aves esquivas estorninho, rola brava, pombo turcaz, alveola, perdiz comum, são aves que muito facilmente ababdonam o ninho e não voltam mais.... as rapinas tambem rejeitam facilmente o ninho só não o fazem tanta vez porque fazem os ninhos extremamete altos , e mesmo que passe algum por baixo da arvore não os incomoda.... se be,m que as novas gerações principalmente peneireiros estão de ha uns anos a tolerar e ate a cria perto de nós atem em prédis.. como foi o caso aqui no forum ha tempos atras.

_________________
cumprimentos José Heitor
minha galeria: http://500px.com/jheitor
no flikr : http://www.flickr.com/photos/75903801@N07/
project noah: http://www.projectnoah.org/users/jheitor
olhares : http://olhares.sapo.pt/jheitor1963/
National Geografic ; http://yourshot.nationalgeographic.com/profile/1032967/
avatar
jheitor

Número de Mensagens : 11692
Idade : 55
Local : cacem
Data de inscrição : 25/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: alarme de femea de accip nisus

Mensagem por Gonçalo Elias em Sex Jul 29, 2011 10:23 am

Olá a todos,

Deixo aqui um link para um artigo extenso mas interessante sobre a perturbação em ninhos de rapinas na América do Norte. Embora algumas espécies sejam diferentes, também há referência a pelo menos seis espécies que ocorrem em Portugal, incluindo Accipiter nisus e Accipiter gentilis.

Para quem tiver paciência, recomendo a leitura Smile

http://raptors.hancockwildlife.org/filemgmt_data/files/RRMT-Ch19.pdf
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20628
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: alarme de femea de accip nisus

Mensagem por Gonçalo Elias em Ter Jun 19, 2018 8:12 am

O link que coloquei em cima já não se encontra disponível por isso deixo aqui um outro mais actual

http://ww2.rspb.org.uk/community/wildlife/b/notesonnature/archive/2017/04/28/bird-photography-and-the-law.aspx
avatar
Gonçalo Elias

Número de Mensagens : 20628
Idade : 50
Local : Sotavento
Data de inscrição : 14/06/2007

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: alarme de femea de accip nisus

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum