Fórum Aves
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Agência do Ambiente quer saber com urgência origem das lamas despejadas em Santo Tirso

Ir em baixo

Agência do Ambiente quer saber com urgência origem das lamas despejadas em Santo Tirso Empty Agência do Ambiente quer saber com urgência origem das lamas despejadas em Santo Tirso

Mensagem por jheitor Qui Ago 23, 2012 2:46 am

Agência do Ambiente quer saber com urgência origem das lamas despejadas em Santo Tirso

22.08.2012

fonte:publico.pt

A Agência Portuguesa do Ambiente solicitou já a averiguação “com carácter urgente” da origem das lamas depositadas em terrenos de freguesias de Santo Tirso que na terça-feira provocaram “cheiros nauseabundos” e originaram uma queixa pela autarquia.

O despejo de lamas em solos agrícolas está sujeito a licenciamento, sendo a Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Norte (DRAP-N) a entidade responsável pela aprovação do Plano de Gestão de Lamas (PGL), que precisa de um parecer favorável da Agência Portuguesa do Ambiente e da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), explica esta última em nota de esclarecimento hoje divulgada.

A informação surge um dia depois de a Câmara Municipal de Santo Tirso apresentar queixa ao Ministério da Agricultura e Ambiente sobre o despejo de lamas provenientes de Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) em “vários terrenos e bouças” das freguesias de Palmeira e Água Longa que terão estado na origem do mau-cheiro.

O assunto foi também terça-feira direccionado para a Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Norte, a CCDR-N e à Agência Portuguesa do Ambiente.

“No respeitante a este caso concreto da aplicação das referidas lamas de ETAR, será necessário identificar os responsáveis directos, de forma a apurar se se encontram licenciados para tal prática”, explica hoje a CCDR-N, segundo a qual “a operação de valorização agrícola de lamas deverá ser realizada de forma a evitar escorrências susceptíveis de contaminação de solos, das águas subterrâneas, bem como à minimização dos efeitos de incomodidade para o exterior em termos de odores”.

A Comissão refere ainda que, no seguimento da articulação já efectuada junto da Agência Portuguesa do Ambiente, “aquele organismo entendeu solicitar ao SEPNA - Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente a averiguação da situação no local com carácter urgente.”

http://ecosfera.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1560060
jheitor
jheitor

Número de Mensagens : 11723
Idade : 58
Local : cacem
Data de inscrição : 25/12/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum